quarta-feira, 22 de abril de 2009

Não de perdas, mas de somas.


Tinha mais do que o corpo e alguns órgãos resmungões.
Tinha a mente efervescente, o coração estilhaçado,
os olhos que diziam por si, e uma inquietante desordem de ser.
Não era carne, essa essência.
Sentia-se à toa, reles. 
Seus desprazeres trivialmente lhe ocorriam.
De tanto tropeçar em desgostos, desabitou-se de esperança.
Tornou-se aparentemente insípida, mas de fato era progressiva,
mesmo que fortemente tendenciosa à decadência.
Era o que sentia, e rotineiramente tentava explanar, entender.

6 comentários:

Carina Mota disse...

Olá Melina, vim retribuir a visita que fez ao meu blog. Devo confessar que fiquei encantada com seus textos. Parabéns pela profundidade de suas palvras e, acima de tudo, pela intensidade como escreve o que sente.

Voltarei sempre que puder!

Abraços

Débora Gomes disse...

Só para variar, lindo e inspirador.
Mas dá atenção ao que um outro leitor do blog já publicou aqui: tu estás publicando as tuas coisas virtualmente e não há dono de nada neste mundo virtual. Fica atenta,ok?
Beijos!

Daniel Oliveira disse...

Adorei como sempre,mais isso q a Débora falou é verdade,vc tem um talento único e tem gente que aproveita desse virtual "MUndo sem dono".
Mais o seu talento,isso ninguem tira de vc.;D!

Ps:Tem um presentinho seu lá no blog.

BjuuuuuSSSS!

Anônimo disse...

Tive de reler. As vezes é difícil de acreditar que seja capaz de tanto, de tal profundidade, de tal extensão, me fez lembrar Saramago que, por eu não conseguir expressar de outra maneira o que sentia quando o lia, chorei. Catarse, eu sei, mas há coisas que as palavras não alcançam. E há palavras e modos de escrever como o seu, como o de Saramago, que despertam sentimentos e emoções que estas não conseguem descrever, apenas sentir. E isto basta.

David disse...

Tive de reler. As vezes é difícil de acreditar que seja capaz de tanto, de tal profundidade, de tal extensão, me fez lembrar Saramago que, por eu não conseguir expressar de outra maneira o que sentia quando o lia, chorei. Catarse, eu sei, mas há coisas que as palavras não alcançam. E há palavras e modos de escrever como o seu, como o de Saramago, que despertam sentimentos e emoções que estas não conseguem descrever, apenas sentir. E isto basta.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Visitas