segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

“(...) Só então deixaria de culpar o humano e o inumano por minhas dores. Somente não sabia manusear a mim, e quem se propõe a se explorar, deve ter cautela consigo. Falta-me, antes de tudo, um encontro pacífico comigo.
Não faço planos ávidos para o futuro. Hoje tento cultivar somente o que ainda me resta de aproveitável. Seja bom, seja ruim. Pego-me desacordada com meu amontoado de vontades. Resta-me saber se de algo vale tudo isso. Tudo que quero, tudo que vivo, tudo que sofro. Se construo uma falsa eu para mim. Se minto, é para mim. E então, não me sei. Não sei de nada. É tudo muito complexo. Ou é simples, e há uma verdade. Só não a vejo porque enxergo adiante. E bato com a cara no muro, insisto no ilegível, espremo o inexprimível. Cada um tem sua verdade inventada. Não saber me torna ingênua de entendimento e atrevida de respostas. Sou como um animal faminto em busca da presa: minha presa é longínqua.”

Retirado de anotações pessoais.

4 comentários:

Beatriz disse...

"E então, não me sei. Não sei de nada. É tudo muito complexo. Ou é simples, e há uma verdade."
De tanto pensar, refletir sobre as coisas, colocar numa balança,..., entro em curto circuito e para não pirar de vez, concluo que "só sei que nada sei". E o único jeito é esperar os dias seguintes, um após o outro, onde tudo pode se repetir ou onde o tempo poderá ajudar um pouco a minha situação. O problema é a demora para achar tal verdade.


beijosssss

Deyse Batista disse...

Engraçado como cada dia tenho mais certeza que a chave de tudo é a paciência. Para se achar, achar o outro - se achar no outro... O tempo há de mostrar tudo. Ou assim espero.
Texto maravilhoso, de se ler e se sentir honrada, mesmo.
Beijos.

Luanne de Cássia disse...

É, eu tambem nã sei, as vezes nao sei nada de mim. Chego ao extremo de nem saber quem sou ou fui.
'É tudo muito complexo'
bjO

Iasminne Fortes disse...

Eu ainda não consigo ter encontros pacíficos comigos e já não me vejo fazendo planos tão ávidos pro futuro. Mas eu tô vivendo!

adorei o trecho =*

Visitas