quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sofrimento me serve de equilíbrio. Emocionalizo o raciocínio, racionalizo a emoção. A escrita me escorre pelos dedos de acordo com minha necessidade de desassossego. Cavar-se fundo e provar de outros é como dependurar-se com meia dúzia de dedos num abismo com vista para o paraíso. Chacoalho o corpo como se a queda jamais fosse me acontecer. Vezes uns dedos me escapam, vezes me embriago com a beleza da vista.
Dos ângulos que o corpo me permite virar, e dos outros tantos que a mente insiste, vejo violência daquele lado, mas há violência em mim, tanto quanto neles. Há de tudo um pouco, e percorro-me com passos cautelosos feitos os de um cego, logo me jogo inteira com toda a afoiteza de um leão. Prever-se é impossível. Remediar-se, sim, talvez, mas evito. Toda aparente loucura e dor é também uma capacidade. Capacito-me inteira, como se estivesse me vingando de mim mesma. Salvo-me, também, à medida em que escrevo. Quanto aos lábios calados e aos olhos atentos, não acredite. Por fora sou só disfarce.

8 comentários:

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A uma amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Doce beijo

Thay Santos disse...

Sinceramente uma das melhores que já fez Mel. Até me identifiquei um pouco mais com essa do que as outras,mais em fim está de parabéns!

Nathy disse...

"Por fora sou só disfarce." - É... muitas vezes me sinto um disfarce.

Beatriz disse...

Lindo!!
"Cavar-se fundo e provar dos outros".. não sei se interpretei bem, mas estou nesse momento de me deixar inspirar e abrir portas através do que os outros tem a me "oferecer". Uma opinião diferente, um saber que não conheço..

Vc escreve muito bem!! Parabéns pelo talento!
Beijosss

Maiky disse...

Nossa! muito bonito esse texto!
eu vi o endereço do teu blog na comunidade do Caio Fernando Abreu e estou seguindo-o.
Parabéns pelo blog!

NaNa Caê disse...

"Por fora sou só disfarce."

O que mais gostei .

Erika disse...

Ai, Mel, que lindo! Faz um tempo que não comento por aqui, mas nem por isso deixei de acompanhar. Sempre emocionante as coisas que tu escreve. E sou suspeita em falar disso, já que além de amiga, sou fã de teus escritos!
Muito profundo tudo que escreveu. E chamou-me a atenção essa frase "afoiteza de um leão". UAU. Nem tenho o que comentar a respeito...! Simplesmente maravilhoso!

Mara Thiers disse...

Puxa... Que lindo! Que profundo!
Você escreve divinamente bem.
Parabéns!

Visitas