quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Raspas

Me falta força de soletrar
meus pecados, deletrear meus acasos,
sobressair meus impulsos.
Me sobra tempo de me carregar
espessa, irredutível, avessa.
Meu coração não sabe e tenta saber,
curioso, atrevido.
Não sei o que insiste na teimosia
de querer sentir o desabrochar
até entornar no fim,
querendo sentido pra tudo.
Querendo sentir e me falta fundo.

12 comentários:

Beatriz disse...

Oi!
Nem me fale em rotina.. ela me afoga. Tenho saudade de "conversar" no twitter tb.. rs
Como sempre, seus textos são incríveis! ^^
beijoss e vamos ver se a rotina nos larga um pouquinho.

Lílian Holanda disse...

Oi!
Comecei a pouco nessa moda de Blog e o seu foi logo o que me chamou a atenção. Você escreve muito bem!
Outro dia estava mostrando os blogs que eu seguia à um amigo e, vendo o seu, ele comentou "que interessante, ela foge do padrão estatístico: bonita e inteligente".
Não havia reparado na primeira definição que ele fez, mas, sem dúvida, você é uma intelectual...
Parabéns!

Jamil S.P. disse...

Sugestão:

Do primeiro 'me' a 'impulsos', é pra tomar com uma generosa dose de whisky 8 anos. Vira-se o copo de uma vez, que nem nos filmes de gangster.

Do segundo a 'fundo', com um bom vinho tinto. Convite à meditação, quando se deixa levar-se lentamente pelo perfume, fragrâncias, cor, brilho, teor alcoólico, corpo, translucidez, poesia, imaginação... E dor, e angústia, e indagações, e aflições, e anseios, e sonhos, enfim, tudo tende a harmonizar-se, ao menos como metáfora.
Afinal, a vida não é também uma analogia?

Obs: tenho me perdido nestes labirintos, acho que dá pra perceber, né? Mas, por enquanto, não quero encontrar uma saída, está bem como está. ;)

M.Z. disse...

Bem, o que dizer? Mania nossa de querer achar sentido em tudo e tentar explicar o inexplicável. LET IT BE. E não escreva mais não, senão eu leio...rs

João Aranha disse...

Verborragicamente lindo. Parabéns, como sempre. BeiJoão.

Vanessa Galvão disse...

'Querendo sentir e me falta fundo.'
linnnnnnnnnnnnnnndo isso.

Juan Moravagine Carneiro disse...

belo espaço...

abraço

O Gerentão disse...

Fiquei intrigado com o toque da teimosia. Na verdade eu ja estou aqui a alguns minutinhos lendo e relendo cada palavra e concluindo cada significado da leitura. Fico perdido mas ao mesmo tempo fico maravilhado. Vale a pena. Beijos!

Luara Q. disse...

escreve tão bem.

FERNANDO COSTA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FERNANDO COSTA disse...

(continuo)

feito um nó em desuso,
um acaso no mundo
taciturno e confuso,
a mercê do silencio

se sou vento ou vaidades
se me invento saudades
se não passo de um instante
o substantivo é você !

(com a sua devida licença, mas amo sua essência em palavras) Fê.

F. Ramos disse...

De todos os que já li seus, foi esse o texto que me tocou mais fundo, a ponto de me obrigar a sair da posição de leitora anonimamente silenciosa só pra dizer: Lindo.

Visitas