quarta-feira, 4 de maio de 2011

Vinicius

A avó canta
em manhã de sol frio de outono
rádio no tanque
ruga nas mãos
"porque foste em minh'alma
como um amanhecer
porque foste
o que tinha de ser".
Anos depois
meu corpo de mulher vira tábua
boca muda
língua seca
nojo dele
"porque tu me chegaste, sem dizer que vinhas"
bati a porta na tua cara
cheguei toda arrependida
frígida
vazia
contanto os carros na avenida
quero voltar ao que era
quero me reaprender.

Visitas