sábado, 17 de dezembro de 2011

Agraciada

faz tempo que eu não me encanto
pelo que vejo no espelho
por quem vejo na rua
e até mesmo por quem já me viu nua
sofro de desencantamento agudo
do mundo
por isso mudo
até perder o sentido
sinto muito, homem
mas eu sinto muito

5 comentários:

Beatriz Fig disse...

Caiu como uma luva (para variar..) =*

Ana C. disse...

amei
;)

Anônimo disse...

Sempre leio seus posts. Sempre leio em silencio, me colocando sempre na sua pessoa. E a cada vez, teus textos me cabem na alma. É como se voce decifrasse tudo que sinto. Bom ler cada coisa que voce escreve. Beijos linda.

Lígia Araújo disse...

É muito difícil, sem dúvida, olharmos para a vida, para o outro e, sobretudo, para nós mesmos e manter o encantamento. Os olhos limpos e o coração puro são raros. Raros, que por muitas vezes, são contaminados pela rotina, pelo tédio, pelo cansaço que insiste em dizer "não" a tudo o que é legitimamente belo. Difícil olhar para fora e para dentro de nós com as retinas de uma criança. Que lutemos! E se nesta luta fracassarmos, que nosso fracasso transforma-se numa linda e amargurada poesia!

Xandy Britto disse...

Bom demais esse espaço. Menina talentosa

XB

Visitas