quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

São Paulo, 17 de fevereiro de 2011.

Caros leitores,

Como alguns já sabem, há tempos estou escrevendo meu livro. Agora estou num momento crucial: o fim. Já tenho um prólogo impecável presenteado por um amigo também escritor, mais de quarenta poemas inéditos - cada vez mais íntimos e lacerantes - e revisão de amigos jornalistas e dramaturgos. Pois bem, agradeço aos que frequentam esta página, me escrevem, me seguem no Twitter ou apenas silenciosamente lêem.
Atualmente me dedico à três coisas: o teatro, minha casa e meu livro. E sim, cada poesia escrita é um peso que morre e outro que nasce. Peço, sobretudo, paciência.
Tenho lido muito para compor, além de ter me trancado ainda mais em mim. É um processo delicioso que desnorteia. Com isso, aproveito para deixar mais uma vez meu e-mail e um outro recado: sintam-se livres para me escrever. Essa troca é essencial. Perguntem, questionem, opinem, expressem.

Um abraço,

Melina.

Contato: melinaflynn@gmail.com

Visitas