domingo, 11 de março de 2012

quatro anos
e algumas noites
e sempre que te olho
é como se fosse a primeira

se amor fosse movível
eu te arrancava de mim
e fazia um quadro
que é pra verem
como é lindo
o sofrimento de amar sozinho

3 comentários:

Júlia Brum disse...

linda é a tua escrita. Fico feliz sempre que tu posta algo novo, é inspirador ler as tuas poesias.

Will Carvalho disse...

"Porque ao longo desses meses
Que eu estive sem você
Eu fiz de tudo pra tentar te esquecer
Eu já matei você mil vezes
E seu amor ainda me vem
Então me diga quantas vidas você tem"

tava com saudade desse lugar

Raquel disse...

Já faz um tempo que venho aqui,mas nunca comentei.Parece que eu me reconheci nessa sua poesia ou ela me atraiu,sei lá...
Bom,só importa que é lindo!

Visitas