domingo, 16 de dezembro de 2012

Essa louca desbocada com um certo sotaque no fim das palavras, vaidosamente largada, silenciosamente verborrágica e sem medo de doer - muito menos de beber, ah, essa sou eu. Grito pelos olhos e pela boca eu arrisco. Às vezes fumo, às vezes choro, quase sempre rio. Sou de saias, de pernas, de peitos, de toques, de discos, de teorias próprias. Previsivelmente imprevista. Sou de caminhos novos e incansáveis. Amo o amor e a coragem. 

Nenhum comentário:

Visitas