sexta-feira, 24 de maio de 2013

Sou aberta ao amor
suas consequências 
seus sofrimentos 
seus ensinamentos
que nunca aprendo.
Sou vulnerável às paixões 
e todas as formas de linguagem. 
Meu corpo é livro aberto que ninguém sabe interpretar. 

Um comentário:

Luanne de Cássia disse...

Ser assim é lindo, mas às vezes- digo por mim- é um fardo!

Visitas